Continental comprou fábrica de antenas inteligentes em Vila Real

Kathrein Automotive fabricou cerca de 17 milhões de antenas em 2018

0 aos 100 17/09/2019 Noticias

A multinacional tecnológica Continental adquiriu a Kathrein Automotive, uma unidade industrial em Vila Real que emprega 550 colaboradores e uma das principais empresas mundiais de fabrico de antenas para automóveis. Em 2018 produziu cerca de 17 milhões de antenas para veículos, tendo faturado 65 milhões de euros.

O negócio deu origem à Continental Advanced Antenna Portugal, empresa que foi recentemente oficializada. A unidade de Vila Real é, segundo informou o grupo, em comunicado, “uma das principais especialistas e fabricantes mundiais de antenas para veículos”.

Com cerca de 550 colaboradores, a Continental Advanced Antenna é também uma “das maiores empregadoras privadas” no distrito transmontano e, de acordo com a fonte, faturou cerca de 65 milhões de euros em 2018, ainda enquanto Kathrein Automotive Portugal.

No último ano produziu mais de 17 milhões de antenas, exportadas para todo o mundo, e trabalha, essencialmente, com o segmento premium de marcas como o grupo Daimler, BMW, Audi ou a Volvo.

A empresa explicou que, com a aquisição da Kathrein Automotive, “pretendeu expandir o portefólio de produtos, obtendo assim um conhecimento fundamental para o desenvolvimento de soluções de conectividade para veículos”.

“O mercado das antenas para veículos promete ser um negócio em crescimento. Estima-se que tenha um crescimento anual de aproximadamente 6,5% até 2022. As antenas inteligentes para veículos são o ponto de partida para a conectividade do futuro dentro e fora do automóvel e são uma das grandes apostas da Continental Advanced Antenna”, referiu no comunicado.

Veja ainda:

Explicou ainda que o “módulo de antena inteligente (…) substitui as antenas individuais que, até hoje, eram espalhadas em torno dos veículos” e “combina as antenas e os componentes eletrónicos complementares num módulo de hardware”.

“Isto não só simplifica o conjunto de cabos e reduz o espaço da instalação, como melhora simultaneamente a qualidade do sinal”, acrescentou. 

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo