Félix da Costa: 'É um fim de semana negro para todos nós, pilotos, equipas, público e todos os fãs'

Jornada marcada pelo luto devido à morte de Anthoine Hubert, na Fórmula 2

0 aos 100 01/09/2019 Desporto

António Félix da Costa (Oreca) estreou-se este domingo no Mundial de Resistência com um quinto lugar da classe LMP2 nas 4 Horas de Silverstone, na Grã-Bretanha, depois de uma penalização.

O piloto de Cascais esteve na luta pelo segundo lugar, mas sofreria penalização de uma passagem obrigatória pelas boxes na parte final da prova, que o atirou para o quinto lugar, numa jornada marcada pelo luto devido à morte de Anthoine Hubert, no sábado, numa prova de Fórmula 2.

"É um fim de semana negro para todos nós, pilotos, equipas, público e todos os fãs deste desporto. Com a morte do Anthoine Hubert, qualquer resultado desportivo passa a secundário e o sentimento de todos é de profunda tristeza. Na corrida de hoje consegui concentrar-me no meu trabalho e penso que consegui estar muito rápido", referiu o piloto de 28 anos.

Félix da Costa teve de fazer dois turnos de condução devido à lesão do britânico Anthony Davidson, que, juntamente com o mexicano Roberto González, compõem a equipa da Jota.

"Mesmo sem o Anthony [Davidson] eu e o Roberto estivemos muito perto de terminar no pódio. Apenas o 'drive through' nos roubou essa possibilidade", vincou.

Filipe Albuquerque (Oreca), o outro português em prova, foi forçado a desistir logo à segunda volta, com problemas elétricos no seu carro.

"Antes tínhamos um carro que não nos permitia andar na frente, agora que temos carro com andamento, aparecem estes problemas. Estou muito desiludido. Não imaginámos que este poderia ser o desfecho", disse o piloto de Coimbra.

O Toyota do britânico Mike Conway, do japonês Kamui Kobayashi e do argentino José Maria López, equipa vice-campeã mundial, conquistou a primeira vitória da temporada.

Na categoria LMP2, onde correm os dois portugueses, a vitória foi para o francês Nicolas Lapierre.

O vencedor das 4 horas de Siilverstone foi o Toyota de Mike Conway, Kamui Kobayashi e Jose Maria Lopez. Na classe LMP2 Nicolas Lapierre e o suíço Antonin Borga (Oreca) foram os vencedores. Félix da Costa somou dez pontos.

A próxima ronda do Mundial de Resistência (WEC) é no Japão, com as 6 Horas de Fuji, a 6 de outubro

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado: BMW 520d Touring. Elegância é isto!
Teste ao Usado. Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 180d AMG: Fazer tudo bem não é para todos...