Raríssimo Opel Corsa GT de 1987 descoberto no Porto

Exemplar raro, de 1987, fez por estrada a viagem de 2700 quilómetros entre o Porto e a sede da Opel em Rüsselsheim

0 aos 100 29/08/2019 Noticias

Levou algum tempo até a Opel encontrar um dos raros Corsa GT da primeira geração em bom estado de conservação. O fabricante alemão veio procurar a Portugal, um dos países onde o modelo teve maior sucesso. E a procura deu frutos: um Corsa GT amarelo que estava “esquecido” numa garagem no centro da Invicta à várias décadas e mantinha-se em bom estado de conservação.

O exemplar escolhido havia sido originalmente registado em Espanha e estava quase esquecido numa garagem na baixa do Porto. Foi daí que os elementos do Opel Classic saíram em direção a Frankfurt, com o pequeno Corsa GT a rodar por estrada.

A gama Corsa disponibilizou a versão GT entre abril de 1985 e o outono de 1987. Com motor de carburador, 1,3 litros de cilindrada, 70 cv e caixa de cinco velocidades, o Corsa GT foi o sucessor do Corsa SR. A potência acrescida, os ‘spoilers’ discretos, as jantes de liga leve e os bancos desportivos tornaram este modelo irresistível aos olhos de quem procurava um pequeno utilitário dinâmico. O GT foi, de facto, o ‘desportivo’ de eleição de muitos, até à chegada da versão mais potente GSi, em 1988.

A nova aquisição do Opel Classic revelou-se, desde logo, muito à vontade no trânsito, sem manifestar esforço e surpreendendo até pela suavidade. A suspensão trabalha bem - é firme mas relativamente macia, como convém a um desportivo - a direção é direta, sem folgas, e na completa informação prestada ao condutor, onde não falta sequer o indicador de pressão de óleo, está tudo a funcionar.

O consumo de gasolina vai ao encontro do que era anunciado à época, raramente ultrapassando os seis litros a cada 100 quilómetros. O peso do Corsa GT, de apenas 750 kg, é um aliado precioso, permitindo uma relação peso/potência de apenas 10,7 kg por cavalo.

Na viagem entre Portugal e a Alemanha o Corsa GT amarelo faz uma paragem em Saragoça, Espanha, na fábrica onde foi construído em 1987, recebendo olhares de admiração de muitos empregados. Rumando daí a Rüsselsheim, a viagem prossegue para Barcelona e depois através de França. A etapa final, a partir de Basileia, é feita ao longo do rio Reno.

Veja ainda:

À chegada à sede da Opel, o ânimo da equipa Opel Classic é grande. Para trás haviam ficado 2700 km que este Corsa de 32 anos, arrancado a uma pacífica reforma em Portugal, cumpriu sem qualquer necessidade de reparação.

Agora, o Corsa GT adquirido em Portugal está pronto para a sua segunda vida, que arrancará em grande estilo no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt, no dia 12 de setembro, onde estará exposto ao lado do novo Corsa.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'