T-Roc em risco: VW já tem alternativa à Autoeuropa

Várias fábricas disponíveis para receber parte da produção do T-Roc

Miguel Costa 10/12/2017 Noticias

O futuro da Autoeuropa e do Volkswagen T-Roc em Portugal volta a estar em causa numa altura em que se mantém o impasse entre a administração da Autoeuropa e os trabalhadores sobre os novos horários de trabalho. O segundo pré-acordo foi chumbado e há uma série de fábricas do Grupo Volkswagen à espreita de uma oportunidade, prontas para receber parte da produção do T-Roc.

O SUV compacto é considerado crucial para o futuro da Autoeuropa, visto que é o primeiro modelo de grande volume de produção que a fábrica de Palmela recebe (Sharan, EOS e Scirocco são modelos de nicho), e para a Volkswagen, que procura recuperar o terreno perdido no segmento da moda.

Entre as fábricas disponíveis para receber a produção ou parte da produção do T-Roc encontra-se a de Osnabrück. Atualmente produz o antigo Tiguan, que tem apenas como destino o mercado norte-americano, apurou o SOL.

Inaugurada em 2009, esta fábrica teria de sofrer alterações porque não está adaptada para a multiplataforma multimodal existente na fábrica de Palmela e que envolveu um investimento de 677 milhões de euros.

Relacionadas:

Outra fábrica que pode receber parte da produção do T-Roc é a de Navarra, em Pamplona, que conta com dimensões mais próximas da fábrica de Palmela. Contactada pelo SOL, a empresa disse apenas que «só está autorizada a informação sobre a atividade que leva a cabo nas suas instalações, onde está a produzir o novo Polo».

A vantagem, para a Autoeuropa, é que neste momento a fábrica de Navarra já está no limite de produção.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo