Já são conhecidos os motores do novo Opel Corsa

Leque de potências vai de 75 a 130 cv. Fase de encomendas arranca já em julho

0 aos 100 26/06/2019 Noticias

Poucos dias depois de ter mostrado pela primeira vez a versão elétrica Corsa-e, a Opel revelou agora a gama de motores de combustão interna que vão equipar a sexta geração do popular modelo Corsa, num leque de potências que vai de 75 a 130 cv. 

Para além da variante elétrica Corsa-e, a Opel definiu três níveis de equipamento para o novo Corsa com motores a gasolina e Diesel: Edition, Elegance e GS Line, este com carácter mais desportivo.

A Opel começará a aceitar encomendas para o novo Corsa já no próximo mês de julho. A chegada das primeiras unidades está agendada para novembro.

Novos motores

A linha de motores da sexta geração Corsa arrancam com um 1.2 a gasolina, de 75 cv de potência, que substitui o anterior 1.2 de 70 cv, e incluem um 1.2 Turbo a gasolina, com três cilindros, bloco e cabeça em alumínio, e injeção direta. Este motor, que substitui o anterior 1.4 de 100cv, surge em duas versões à escolha, com 100 cv ou 130 cv de potência.

O binário máximo do 1.2 Turbo de 100 cv é de 205 Nm; a versão de 130 cv, por seu turno, garante 230 Nm. A melhoria da eficiência dos motores reflete-se claramente nas ‘performances’. O novo Corsa 1.2 Turbo de 130 cv consegue alcançar 208 km/h de velocidade máxima e acelera dos zero a 100 km/h em 8,7 segundos, o novo modelo é mais rápido do que o anterior Corsa em 0,2 segundos.

Veja ainda:

Já 1.2 Turbo com 100 cv, com velocidade máxima de 188 km/h (mais 3 km/h que o anterior) e aceleração de zero a 100 km/h em torno de 10 segundos, dependendo da caixa de velocidades (1s mais rápido que o anterior Corsa).

Aos três motores a gasolina junta-se o 1.5 Turbo D a gasóleo, com 102 cv de potência e 250 Nm de binário máximo. O sistema de tratamento de gases de escape foi otimizado com catalisador passivo de oxidação com absorção de NOx, catalisador de redução seletiva (SCR) com injeção de AdBlue, e filtro de partículas. 

Versão mais leve pesa menos de 1000 kg

Além do contributo decisivo dos motores, o baixo peso tem também influência determinante na dinâmica referencial do novo Corsa. A versão mais leve do novo modelo consegue baixar da barreira dos 1000 kg, fixando o peso sem condutor em apenas 980 kg, o que representa uma redução de uns expressivos 108 kg (10 por cento).

No que diz respeito a níveis de equipamento, o GS Line surge equipado, de série, com bancos dianteiros desportivos, pedais com capas de alumínio e tabliê em negro com aplicações em vermelho. No exterior, estas versões distinguem-se pela saída de escape cromada e para-choques dianteiro e traseiro específicos. Para acentuar o lado dinâmico da condução, os Corsa GS Line possuem um modo ‘Sport’ que atua sobre a assistência da direção e na resposta do acelerador.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado. Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 180d AMG: Fazer tudo bem não é para todos...
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'