Renault mostra novo ZOE. Agora com autonomia para 390 km

Novo ZOE passa ainda a ter carregamento rápido

0 aos 100 17/06/2019 Noticias

A Renault atualizou o seu compacto elétrico, o ZOE. As alterações abrangem o exterior e, especialmente, interior e mecânica.

Exteriormente, as grandes alterações surgem nos faróis que passam a ser em LED à frente e atrás e na inclusão de faróis de nevoeiro, algo que o anterior modelo não contemplava.

No interior, destaque para o tablier inspirado no do novo Clio, ainda que adaptado às necessidades de um automóvel elétrico, com os indicadores de consumos específicos, o comando da caixa de velocidade e-shifter que fica numa consola elevada e ainda um modo de condução “B”, que permite regenerar energia em desaceleração e travagem.

Veja ainda:

A plataforma foi melhorada para receber o novo motor com 135cv e uma bateria 30 kg mais pesada de 52 Kw que permite uma autonomia de 390 km em ciclo WLTP.

Por outro lado, o novo motor permitir "tirar" 1,4 segundos na aceleração dos 0 aos 100 km/h em relação ao anterior motor R110, com 80 kW (110 cavalos), e 3,2 segundos ao motor R90 de 92cv dos primeiros ZOE. 

Nas recuperações, por exemplo, o novo Zoe (R135) precisa de menos 2,2 segundos para subir dos 80 aos 120 km/h. A velocidade máxima é agora de 140 km/h (mais 5 km/h).

Quanto a carregamentos, utilizando um ponto de carregamento de 50 kW bastam 30 minutos para carregar o suficiente para 145 quilómetros, enquanto num posto público de 22 kW precisa de uma hora para carregar o suficiente para 126 km. 

Esta evolução do ZOE passa ainda a ter carregamento rápido, uma inovação face ao modelo anterior. Chega a Portugal em outubro.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo