Ferrari de 2 milhões de euros roubado por 'comprador' que o foi testar

Um dos 272 exemplares do 288 GTO pertenceu em tempos a Eddie Irvine

0 aos 100 15/05/2019 Noticias

A polícia alemã emitiu, esta quarta-feira, um mandado de busca contra um homem que aproveitou um 'test drive' de um Ferrari 288 GTO, avaliado em 2,2 milhões de euros, para roubá-lo.

Na segunda-feira, o homem dirigiu-se por volta do meio-dia a um concessionário de carros antigos em Neuss Uedesheim, na periferia de Düsseldorf, onde demonstrou interesse por um Ferrari 288 GTO, de cor vermelha, que teve apenas 277 unidades produzidas nos anos 1980, explicou a polícia local em comunicado.

O homem, cuja fotografia foi divulgada pela polícia, conseguiu convencer o concessionário a fazer um 'test drive' antes de uma possível compra. O interesse pelo carro já tinha sido demonstrado através de e-mails trocados com o vendedor.

O Ferrari 288 GTO de 1985 é considerado um dos modelos mais raros da marca e pertenceu ao antigo piloto de Fórmula 1, Eddie Irvine, entre outros proprietários. O exemplar roubado tinha apenas 42,532 kms no contador.

Veja ainda:

Segundo a BBC, o homem apareceu de táxi no concessionário e durante o 'test drive', quando se ia fazer a troca dos condutores e o vendedor saiu do carro, o suposto comprador acelerou e desapareceu, roubando o carro.

O Ferrari acabou por ser visto a circular em Neuss, chamando a atenção pela sua cor vermelha, segundo testemunhas. Mais tarde, o carro foi encontrado numa garagem em Grevenbroich, não muito longe do centro da cidade de Düsseldorf. O condutor continua desaparecido.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'