Esta é a verdadeira razão pela qual o Volkswagen Golf 8 foi adiado

Duas razões de peso. No entanto, a data de lançamento parece garantida para o início de 2020

0 aos 100 27/04/2019 Noticias

A Volkswagen justificou o adiamento da oitava geração do Golf com o lançamento do elétrico I.D. Neo (nome de código), para evitar o prejuízo de um dos modelos, mas existe outra razão (aparentemente muito forte) e que preocupa tanto a marca alemã como os futuros proprietários, um problema que afeta diretamente a segurança.

Segundo a própria Volkswagen, o atraso no desenvolvimento do sistema de software do novo Golf e dos seus sistemas de infoentretenimento e de inteligência artificial estão a causar uma verdadeira dor de cabeça aos engenheiros.

O carro conectado envolve uma série de ameaças à segurança dos ocupantes e na Volkswagen não querem deixar nada ao acaso. Por isso estão a trabalhar no sentido de o tornar o mais seguro e infalível o quanto possível.

"Se um telemóvel não funcionar bem, reinicia-se e ficará resolvido. Num carro não podemos reiniciar e qualquer falha em andamento pode representar o perigo. É por isso que estamos a dedicar esforços para oferecer aos nossos clientes um sistema de conectividade on-line absolutamente segura e fiável”, afirmou um responsável da Volkswagen.

Veja ainda:

De facto, o novo Golf promete ser um enorme salto em termos de tecnologia, provavelmente o maior na história deste emblemático modelo. “Ele vai ter mais softwares a bordo do que nunca. Estará sempre online e os seus sistemas de assistência e o cockpit digital serão a referência, em termos de conectividade e segurança”, garantiu recentemente Karlheinz Hell, que está à frente dos compactos da Volkswagen.

De resto, espera-se um Golf 8 ligeiramente maior, logo mais espaçoso, mais leve, com uma redução no peso em cerca de 50 kg, e a estreia da tecnologia mild-hybrid de 48 volt, associada ao motor 1.5 TSI com sistema de desativação de cilindros.

A gama, de resto, incluirá os conhecidos motores a gasolina 1.0 TSI de 115cv, 1.5 TSI com 130 e 150 cv, a que se junta os TDi de 1.6 e 2 litros. O Golf GTi terá 300cv e o Golf GTE cerca de 240cv.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado: BMW 520d Touring. Elegância é isto!
Teste ao Usado. Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 180d AMG: Fazer tudo bem não é para todos...