8 caraterísticas que em breve desaparecerão dos carros

Evolução do automóvel trará mudanças profundas naquilo que conhecemos como 'o automóvel'

0 aos 100 22/04/2019 Noticias

A chegada de automóveis a “pilhas” (leia-se, elétricos) não trará mudanças apenas para o setor. Para desilusão dos mais puristas, os carros perderão também caraterísticas que sempre fizeram parte deles.

1. GRELHA

O principal objetivo da grelha dianteira é ajudar à refrigeração do motor, algo que deixa de ser necessário com um motor elétrico. Se a isto se juntar que uma dianteira “carenada” é mais eficiente a nível aerodinâmico, a grelha acabará por desaparecer.

2. JANTES

Não deixarão de existir, mas mudarão de forma significativa. Para aumentar a autonomia, uma das opções mais interessantes é fazer com que as jantes reduzam a resistência do ar, por isso é normal ver desenhos de jantes totalmente ou parcialmente fechadas.

3. RODAS

Na mesma direção seguem as rodas. Para reduzir o peso e a resistência ao rolamento (para que a autonomia seja maior), serão mais finos que os atuais. A exceção serão os desportivos elétricos ou de alta performance.

4. TAMPA DO DEPÓSITO DE COMBUSTÍVEL

Deixa de haver um depósito, pelo que deixa de ser necessária uma tampa para o depósito de combustível. Em seu lugar surgirá uma tampa para o carregamento, que estará posicionada em posição dianteira.

5. PEDAIS

Ainda haverá pedais, mas é possível que alguns fabricantes optem por uma solução semelhante ao e-Pedal da Nissan, passando o pedal do acelerador a ter as funções de acelerador e de travão, algo que faz um maior aproveitamento do sistema de travagem regenerativa, que pode ser configurado em vários níveis de resistência. A embraiagem, em todo caso, desaparecerá.

6. ALAVANCA DA CAIXA MANUAL

Carros elétricos são automáticos. Têm apenas uma relação de caixa e debitam toda a sua potência desde o primeiro momento, por isso a alavanca da caixa de velocidades desaparecerá. Ainda haverá um seletor, em qualquer caso, para alternar entre as posições de circular, o neutro e a marcha-atrás.

7. ESCAPE

Também não haverá emissões para expelir, de modo que os escapes venham a desaparecer, pelo menos, os funcionais. Talvez algumas marcas mantenham as saídas com um propósito estético.

8. BAGAGEIRA

Os fabricantes ainda se deparam com o problema da localização das baterias, que por tamanho geralmente reduzem espaço, seja para os ocupantes ou para a bagagem. É por isso normal que nos primeiros tempos, a capacidade desta seja reduzida quando comparado com os veículos com motor de combustão.

Deixe o seu comentário