The Grand Tour: nova polémica com Clarkson, May e Hammond

Fundador da Partisan alega ser o dono da ideia de um dos desafios no último episódio do programa

0 aos 100 11/04/2019 Curiosidades

Mais uma polémica relacionada com o programa “The Grand Tour”, apresentado pelos suspeitos do costume (leia-se Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond).

No último episódio, os três foram desafiados a montar um carro com ferramentas básicas, para percorrer as estradas da Mongólia. O episódio foi para o ar no último dia 5 de abril na Amazon Prime.

O problema é que o fundador da alemã Partisan Motors, Juri Postnikov garante ser o dono da ideia do episódio. O responsável diz ter sido procurado em dezembro de 2017 pelo diretor do programa, Gavin Whitehead, para uma proposta de cooperação. A Partisan produz o One, um veículo todo o terreno elétrico, também conhecido pelo 4x4 com 100 anos de garantia, que pode ser entregue ao proprietário numa grande caixa, de forma a ser montado em casa.

Veja ainda:

No episódio, os apresentadores receberam os seus veículos em enormes caixas, como Postnikov terá sugerido numa reunião com a direção do programa. Na proposta, os apresentadores utilizariam os veículos da Partisan.

Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond montaram um veículo utilizando para isso partes de vários modelos, incluindo um Land Rover Defender.

The Grand Tour nega

O produtor do The Grand Tour, Andy Wilman, já negou as acusações de que o episódio teria sido ideia do fundador da Partisan. Wilman reconhece que entrou em contato com o Juri Postnikov, mas que o conceito do episódio já estava pronto. “Nós não contactamos ninguém sem um projeto. Sabíamos o que queríamos fazer”, completou Wilman.

Os carros da Partisan de facto estiveram na lista de possíveis modelos a serem utilizados no episódio. Contudo, a equipa resolveu construir o próprio veículo como um híbrido de componentes.

O fundador da Partisan ameaça avançar com um processo contra a produção do programa. Se ganhar, Postnikov poderá receber uma indemnização. Mas se perder, poderá ser processado pelo The Grand Tour por difamação.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva