Vendas da Tesla passam a contar como 'vendas' da Fiat

FCA vai incluir vendas da Tesla para escapar a multas ambientais por parte da União Europeia

0 aos 100 07/04/2019 Noticias

A Fiat Chrysler Automobiles NV (FCA) aceitou pagar à Tesla centenas de milhões de euros para que os veículos do construtor de carros elétricos sejam incluídos na frota da empresa italiana de forma a evitar multas por violar as regras de emissões da União Europeia.

Segundo o Financial Times, o acordo vai permitir à FCA para que a Tesla seja contada como parte das emissões de frota do construtor italiano. Desta forma a FCA e as suas marcas (Fiat, Abarth, Alfa Romeo e Jeep) vão evitar multas da União Europeia por excederem o limite de emissões estabelecido por lei para entrar em vigor em 2020, que vai ser de 95 gramas de dióxido de carbono por quilómetro.

As multas podem chegar aos 2 mil milhões de euros. A PA Consulting estima que a FCA terá média de 6,7 g/km acima do limite.

O relatório não adianta detalhes sobre a compensação que a Fiat Chrysler concordou em pagar à Tesla. Segundo documentos da Comissão Europeia, a parceria com a Tesla foi formada a 25 de fevereiro.

Veja ainda:

Questionada pelo Finantial Times, a FCA Automobiles não adianta valores sobre o acordo, mas sublinha que "otimizará as opções de conformidade que os regulamentos proporcionam”.

"A FCA está comprometida em reduzir as emissões de todos os nossos produtos. A parceria oferece flexibilidade para fornecer produtos que nossos clientes estão dispostos a comprar, ao mesmo tempo em que gere a conformidade com a abordagem de menor custo", acrescentou a FCA em comunicado.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo