Portagens: saiba quais vão aumentar a partir de janeiro

Infraestruturas de Portugal (IP) vai aumentar as portagens em 22% da sua rede em 2019, em valores que oscilam entre os 5 e os 25 cêntimos

0 aos 100 28/12/2018 Noticias

A partir do dia 1 de janeiro de 2019, 20 das 22 autoestradas que estão sob a gestão da Infraestruturas de Portugal (IP) serão mais caras, em consequência da evolução positiva no índice de Preços ao Consumidor sem Habitação (IPC).

A IP salienta ainda que, no que diz respeito à Classe 1 de veículos, há várias concessões que mantêm os valores das portagens: A4 - Túnel do Marão, A4 -- Autoestrada Transmontana, A23 entre Torres Novas e Abrantes, A21 - Ericeira-Venda do Pinheiro, A19 Litoral Oeste, A13 e A13-1 -- Pinhal Interior, A16 -- Grande Lisboa, A4, A41 e A42 - Grande Porto.

Entre as vias que terão alterações de preço, estão a A25, da Concessão Beiras Litoral e Alta, com uma subida de 25 cêntimos na Classe 1, a A29, com um aumento de 5 cêntimos. A A7 e a A11 sobem 5 e 10 cêntimos, respetivamente.

A A22, no Algarve, irá custar mais 15 cêntimos (passa de 8,85 euros para 9 euros), aumento igual ao que irá registar-se na A24. Na A28 a Classe 1 sobe 10 cêntimos e na A33 aumenta 5 cêntimos, o mesmo crescimento verificado na A8.

Estes valores referem-se ao total da viagem na estrada em causa.

Atravessar o Túnel do Marão vai continuar a custar 2,05 euros para Classe 1 e mais cinco cêntimos nas restantes três classes. Na Concessão da Grande Lisboa, a atualização é de 0,10 euros, apenas para veículos da classe 2.

Relacionadas:

Por outro lado, de acordo com o novo regime de aplicação das tarifas de portagem, os veículos taxados com Classe 1 passam a incluir os que têm peso bruto inferior ou igual a 2300 kg, altura medida na vertical do primeiro eixo até 1,30 metros e que cumpram a norma ambiental Euro 6 relativa às emissões poluentes, alargando assim o número de modelos que pagam menos nas vias portajadas no território nacional.

Todavia, o benefício com esta revisão implica a adesão ao sistema de pagamento de portagens eletrónico, Via Verde.

Entre os principais visados com a nova medida estão muitos SUV e alguns monovolumes e comerciais ligeiros, que excedem a altura de 1,10 metros estabelecida no atual regulamento.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo