Aston Martin Valkyrie: é assim que ruge o V12 de 1000cv às 11.1000 rpm

É assim que o motor do Aston Martin Valkyrie soa, um atmosférico V12 Cosworth de 6,5 litros que supera as 11.000 rotações

0 aos 100 12/12/2018 Noticias

A Aston Martin divulgou imagens do motor V12 atmosférico de 1000 cv do Valkyrie em banco de ensaio e ainda um breve vídeo onde se pode escutar a sonoridade daquela mecânica acima das 11.1000 rpm.

Anunciado como a “expressão máxima do motor de combustão interna”, o bloco a gasolina de 6,5 litros, atmosférico (sem qualquer turbo ou compressor), desenvolvido com a Cosworth, tem potência específica de 154 cv por litro e binário máximo é de 740 Nm às 7000 rpm.

Contudo, estas especificações não contam toda a história de como o Valkyrie será “alimentado”, uma vez que será "impulsionado ainda por um sistema híbrido, tipo KERS", semelhante ao utilizado na Fórmula 1.

Para já a Aston Martin mantém os detalhes em segredo, mas tudo indica que o sistema híbrido permitirá aumentar a potência, para mais de 1145cv, mas também a sua eficiência.

Apesar do desempenho extremo, a Aston Martin garante que o V12 é capaz de cumprir todas as metas de conformidade de emissões e durabilidade.

Relacionadas:

Andy Palmer, o CEO da Aston Martin, definiu este motor com uma peça de ourivesaria da engenharia. “Para todos aqueles que tenham um pingo de gasolina nas veias, um V12 atmosférico muito rotativo é o topo do automóvel. Nada soa melhor ou personaliza a emoção de escutar um motor de combustão interna”.

A produção do Valkyrie arranca apenas no segundo semestre 2019, algo que não impediu que as 150 unidades (mais 25 para pista) que serão produzidos já estejam todas vendidas, cada um por 2,3 milhões de euros (mais impostos).

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'