Proibida a venda de pneus 'menos seguros e eficientes'

A partir de 1 de novembro está proibida a venda de pneus com a classificação E e F

0 aos 100 24/10/2018 Noticias

A partir de 1 de novembro passa a estar proibida em todos os países da União Europeia a comercialização de pneus “menos eficientes”, ou seja, aqueles que possuem a classificação “F”.

Também os pneus da classe “E” (destinados a veículos comerciais), cujo coeficiente de resistência seja superior a 9 estão igualmente proibidos a partir do próximo dia 1 de novembro.

Esta medida pretende reduzir as emissões de CO2 ao retirar de circulação pneus que elevam o consumo dos veículos com elevada resistência ao rolamento.

Relacionadas:

Segundo estudos da Comissão de fabricantes de Pneus, a diferença entre o pneu de Classe “A” e um de Classe “F” representa 30% de distância de travagem e 7,5% de consumo de combustível.

Por norma os pneus das classes “E” e “F” também são os que oferecem menor aderência em piso molhado, logo são mais perigosos. A sua escolha recai essencialmente no preço e são na sua maioria de origem chinesa ou de países asiáticos onde a produção de pneus aponta essencialmente ao baixo custo de aquisição.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo