Evoluzione. Ferrari enfurece o FXX K

Se o Ferrari FXX K, a versão de pista do LaFerrari, impressiona, o que dizer deste FXX K Evoluzione?

Miguel Costa 29/10/2017 Noticias

O Ferrari FXX K deixou-nos sem folego em 2014, um ano depois da estreia do LaFerrari. Com um sistema híbrido HY-KERS capaz de de produzir mais de 1.000 cavalos de potência e uma eletrónica calibrada para extrair o maior rendimento em pista, que mais podíamos esperar desta besta? Óbvio: uma versão “Evoluzione”.

Pois bem, a Ferrari divulgou as primeiras imagens do FXX K Evoluzione, a evolução da versão de pista do LaFerrari destinada a um grupo muito restrito de clientes da marca e que não tem autorização para circular na via pública nem está pensada para entrar em competições.

A Ferrari fez o mesmo com o FXX (baseado no Enzo) e com o 599XX, pelo que era uma questão de tempo até a Ferrari desenvolver uma criatura com o apelido Evoluzione na forma de FXX-K Evo. Como os modelos anteriores, não está homologado para estrada ou para competição.

O FXX K inclui todas as tecnologias do LaFerrari e diversas outras, como o incrível sistema KERS inspirado nas versões já utilizadas nos carros de Fórmula 1. Aliás, o “K” na sua designação tem justamente a ver com a utilização deste sistema no FXX.

Veja ainda: O carro mais rápido do mundo chega a 1 de novembro

O motor, apesar de ter visto muitos dos seus componentes otimizados, continua a ser o V12 do LaFerrari e também se mantém o motor elétrico deste modelo, embora os valores registados por este Evo sejam os mesmos: 1050 cavalos e o binário alcança os 900Nm. A grande evolução passa pela aerodinâmica desenvolvida em parceria entre os engenheiros e os designers do "Centro Stile Ferrari", o que permitiu garantir valores de apoio vertical ao nível do oferecidos pelos GT’s que participam nas grandes provas internacionais. 

Esta versão Evo recebe uma nova asa traseira fixa que trabalha em conjunto (simultaneamente) com um spoiler adaptativo. Conta ainda com uma espécie de aleta central que se integra perfeitamente com novos elementos aerodinâmicos situados tanto na tampa do motor como na parte inferior da carroçaria.

O Evo conta ainda com para-choques modificados (para melhor circulação do ar – com 10% do aumento da força descendente a ser da responsabilidade de uma nova entrada de ar junto às rodas da frente – e uma vareta giratória vertical no para-choques traseiro.

A nova frente é inspirada nos GT da marca de Maranello e as entradas de ar para os travões da frente também foram alteradas. Graças às mudanças na traseira (com um spoiler móvel) é possível obter mais 10% de carga aerodinâmica.

Por dentro, destaque para o novo volante, ecrã de infotainment de maiores dimensões (com nova telemetria em tempo real e câmara de visão traseira), nova suspensão e materiais que lhe permitem ter um conjunto mais leve. O “Manettino”, no volante, mantém as mesmas funções (leia-se modos de condução). São elas Qualify, Long Run, Manual Boost ou Fast Charge.

A 200 km/h gera 640 kg de carga aerodinâmica e mais de 830 kg a velocidade máxima.

O resultado de todas estas alterações traduz-se num incremento de 23 por cento na carga aerodinâmica em relação ao FXX K e incríveis 75 por cento em comparação com o LaFerrari de estrada.

O FXX K Evo estará disponível como pacote para os FXX K ou como conjunto completo para novas aquisições. Neste último caso fala-se em algo em torno dos 4 milhões de euros. Só para alguns.

Deixe o seu comentário