Os Volvo que a Coreia do Norte nunca pagou

País de Kim Jong-un deve cerca de 300 milhões de euros à Volvo. Saiba porquê

Miguel Costa 27/10/2017 Curiosidades

A Coreia do Norte acumula uma dívida bilionária que já dura mais de quatro décadas pela importação de mil (sim, leu bem 1.000) unidades do Volvo 144. Os veículos foram comprados pelo país do líder Kim Jong-un em 1974, mas nunca chegaram a ser pagos. Atualmente, a dívida está avaliada em 300 milhões de euros.

Segundo a porta-voz do ministério sueco das Relações Externas, Katarina Roslund, os carros estão a ser utilizados como táxis em cidades do interior. Na capital, Pyongyang, os modelos não são vistos tão facilmente.

A Volvo não ficou com o prejuízo por intervenção da agência sueca de seguros comerciais (EKN). A porta-voz do ministério sueco informou que a EKN está a gerir a dívida e a cobrar o pagamento ao país a cada seis meses.

“A Comissão de Crédito para Exportação fez um acordo com a Coreia do Norte, onde foi determinado a liquidação da dívida. Duas vezes por ano, a comissão avisa sobre o pagamento de acordo com os termos. Mas, na maioria das vezes, não recebemos resposta alguma", disse Carina Kampe à televisão sueca SVT.

Da série “140”, o Volvo 144, uma berlina de quatro portas, foi fabricado de 1966 a 1974. Foram produzidas 1,25 milhões de unidades.

Deixe o seu comentário