WLTP obriga Volkswagen a encostar 250.000 carros

Nova fórmula para determinar com maior rigor consumos e emissões está a causar enormes problemas aos construtores de automóveis

0 aos 100 29/07/2018 Noticias

A entrada em vigor do WLTP a 1 de Setembro, a nova fórmula para determinar com mais rigor os consumos e as emissões dos veículos, está a causar enormes dores de cabeça a praticamente todos os fabricantes de automóveis. É o caso da Volkswagen, que está à procura de parques de estacionamento para guardar carros que não pode vender.

Se até aqui bastava homologar, por exemplo, um Renault Mégane com motor 1.5 dCi de 110cv, agora passa a ser obrigatório homologar não um modelo, mas dezenas, pois é preciso homologar todas as versões, níveis de equipamento, assim como todas as larguras e diâmetros dos pneus, a presença de opções que incrementem peso, limitem a aerodinâmica ou roubem potência, tipo ar condicionado, barras no tejadilho, etc.

Relacionadas:

A Volkswagen, como o fabricante que mais vende na Europa, está particularmente exposta a este problema, tanto que decidiu parar as suas fábricas de Wolfsburg, Zwickau e Emden, para reduzir a produção, e alugar enormes parques de estacionamento, uma vez que tem de arrumar cerca de 250.000 veículos, que não vai conseguir vender até estarem homologados.

Esta situação vai levar a atrasos nas entregas, que pode ir de semanas a vários meses, pelo menos até todos os modelos, versões e níveis de equipamento estejam de acordo com os regulamentos do ciclo WLTP.

"Estamos a trabalhar a alta pressão em mais medidas para manter os efeitos na nossa produção o mais baixo possível", disse a VW em comunicado.

Apesar da necessidade em parques variar de acordo com os modelos dos veículos e até devido à localização das fábricas, em declarações à Reuters o grupo já admitiu que poderá alugar o espaço do novo aeroporto de Berlim, Berlim-Bradenburg.

Este problema, de resto, não afeta apenas a Volkswagen. A Porsche, por exemplo, suspendeu as encomendas de todos os modelos até que todos estejam em conformidade com as novas medidas de medição.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente