Polícia alemã simula acidente para ver quantos condutores prestam socorro

Nove em cada dez condutores não pararam para prestar ajuda às vítimas

Luis Neves 19/07/2018 Curiosidades

A polícia de Brandemburgo, no leste da Alemanha, decidiu simular um acidente com duas vítimas junto a uma estrada bastante movimentada para fazer um teste: perceber quantas pessoas seriam capazes de parar para ajudar as duas jovens que ainda estavam no interior do veículo sinistrado.

A simulação do acidente foi feita com duas atrizes, colocadas no interior de um carro capotado junto a uma estrada perto de Wensickendorf, a cerca de 40 km de Berlim. Sete camaras foram escondidas no local enquanto a polícia ficou escondida um pouco mais à frente na estrada para mandar parar os carros que seguiam sem prestar socorro.

Quanto aos condutores que se dispuseram a parar para pedir ajuda, a polícia não os informou da simulação até que começassem a prestar socorro. Segundo o jornal local Märkische Allgemeine, um casal parou, ligou para o número de emergência 112 e tentou ajudar as jovens atrizes.

Outro caso, como demonstra o vídeo divulgado, um motociclista decidiu verificar o que se passava e começou a solicitar ajuda.

A polícia mostrou-se chocada já que nove em dez condutores não pararam. A expectativa era de que pelo menos metade prestasse socorro. “Muitos condutores não conseguiram explicar porque não pararam e ajudaram”, disse o comissário Robert Müller ao Märkische Allgemeine.

Entre as desculpas, os condutores alegaram não terem sido capazes de travar rápido o suficiente ou terem a intenção de parar na próxima oportunidade.

Relacionadas:

O objetivo da ação não foi o de provocar um susto desagradável nos condutores germânicos, mas sim lembrar que a lei determina a obrigatoriedade de prestar auxilio as vítimas de acidente. Quem não prestar assistência às pessoas necessitadas pode ter de enfrentar multa ou até um ano de cadeia.

Deixe o seu comentário