Radares da VCI no Porto já dão multa

Sistema regista e comunica quem circula a mais de 80 km/h. Multas da Autoridade Rodoviária podem seguir de imediato

0 aos 100 16/07/2018 Noticias

Os radares da Via de Cintura Interna (VCI), no Porto, já “comunicam automaticamente” excessos de velocidade à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que agora pode multar quem circule a mais de 80 quilómetros/hora, revelou a Infraestruturas de Portugal.

Em causa estão quatro pórticos, que passaram a estar “tecnicamente preparados” para comunicar o excesso de velocidade “diretamente à ANSR”, a única entidade com competência para aplicar multas, nomeadamente no caso de excesso de velocidade captado pelos radares da VCI, onde o limite é agora de 80 quilómetros/hora em toda a extensão, acrescentou à Lusa fonte oficial da Infraestruturas de Portugal (IP).

A mesma fonte explicou que a IP se limitou a preparar tecnicamente os “identificadores de excesso de velocidade” para “recolher a informação e transmiti-la diretamente à ANSR”, que depois terá a seu cargo a função de analisar os dados e processar as multas, se assim o entender.

“Se as multas são passadas ou não, isso já não está sob a alçada da IP”, frisou a fonte oficial daquela entidade ouvida pela Lusa.

Relacionadas:

O excesso de velocidade detetado pelos radares da VCI não era penalizado há mais de dez anos, depois de os pórticos, instalados em 2003 pela Câmara do Porto, terem sido desativados em 2007.

Em 2013, quando foram transferidos para a IP, voltaram a assinalar as infrações sem que tal se traduzisse em multas, pois os dados não eram comunicados às entidades competentes para processamento de contraordenações.

 

Deixe o seu comentário