Outra vítima do WLTP: Seat Leon Cupra perde 10cv

A lista de carros 'travados' pelo WLTP, o mais restritivo método de homologação de consumos, é cada vez maior.

0 aos 100 01/07/2018 Noticias

A entrada em cena do Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedure (WLTP), método de determinação mais fidefigna de consumos e emissões, em comparação com o antigo e ultrapassado New European Driving Cycle (NEDC), continua a fazer vítimas.

A última é o Seat León Cupra que viu-se “obrigado” a abdicar de 10cv de potência para cumprir com os parâmetros impostos pelo novo ciclo WLTP, muito mais exigente que o NEDC, e evitar duras sanções por ultrapassar os limites.

A Seat já confirmou que a alteração afetará apenas os Seat León Cupra de tração dianteira e caixa manual de seis velocidades ou DSG de dupla embraiagem de igual número de velocidades.

Relacionadas:

Desta forma, a versão desportiva do familiar compacto passa a ter 290cv em lugar dos atuais 300cv. Já a carrinha Seat León ST Cupra que conta com tração às quatro rodas e caixa automática não sofre esta perda.

Norma WLTP, outras vítimas

O Seat Leon Cupra é só mais uma das vítimas da entrada em vigor do WLTP. Outro dos compactos que sofreu do mesmo é o Peugeot 308 GTi, que viu parada a sua produção até que os engenheiros consigam que o motor de 1,6 litros e 270cv emita menos substâncias contaminantes. A solução poderá passar por um filtro de partículas.

Mas há mais, muito mais. A Porsche suspendeu temporariamente, na Europa, as encomendas de todos os seus modelos para poder atualizar e posteriormente recertificá-los para ficarem em conformidade com as novas medidas de medição.

A BMW, por exemplo, deixou de fabricar o M3 e os Série 7 a gasolina viram a sua produção parada, enquanto a Audi suspendeu a produção do SQ5 pelas mesmas razões.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'